sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Como cultivar Epiphyllum

* foto de João Carlos

Esta é uma flor do Epiphyllum conhecido popularmente como "Cacto Orquídea".
Na "Sociedade Brasileira de Cactos e Suculentas"(SBCS - Yahoo!Groups) o nosso colega João Carlos publicou dicas de como cultivar e autorizou a publicação aqui.
Obrigado João Carlos!

Segue abaixo as dicas! Ah! Ele pediu para acrescentar q a que a adubagem deve ser feita com moderação porque o local de origem dos Epis é pobre em nutrientes.

Abaixo o e-mail q recebemos e compartilho aqui no blog!

Algumas pessoas têm pedido algumas orientações sobre o cultivo dos Epis e seus híbridos. Estou à quilômetros de me considerar um expert, apenas tenho um pouco mais de experiência que alguns daqui do grupo.
A maioria tem pedido informações sobre adubagem, mudas e substrato.
MEIO AMBIENTE
O Epiphyllums e seus híbridos, para florirem satisfatoriamente têm que passar por um friozinho no inverno, dentro de limites é claro, um friozinho bem forte. Aqui no RS é ótimo, acho que SP, SC e PR também vão muito bem. Daí para cima não sei.
O local deve ser muito bem iluminado sem receber o sol forte à partir das 10 da manhã até a tardinha, aquele sol que não aquece.
Podem ser cultivados dentro de casa, tentando não faze-los receber luz após o anoitecer. Eles também precisam “dormir”.
SOLO
Já falei diversas vezes que utilizo ships de coco e, principalmente, xaxim que ainda tenho do tempo do meu orquidário.
Os americanos possuem misturas prontas para eles, mas basicamente é composto por:
50% de solo bem pobre em matéria orgânica
30% em matéria orgânica oriunda de compostagem bem leve ou turfa (há no Mercado Livre)
20% de areia grossa ou perlite
Um pouco de farinha de osso
O ideal é que esta mistura fique o mais leve possível, bem aerado e que não retenha água por muito tempo.
MUDAS
São feitas de folhas cortadas no verão de preferência e não logo a seguir da floração (esperar no mínimo 20 a 30 dias). As folhas devem ser velhas, saudáveis e os cortes devem ter de 10 a 15 cm de comprimento. Esperar alguns dias para que o corte seque, forme uma”casquinha” ou cicatrização e então plante. Se colocar canela em pó no corte, ajuda a acelerar a cicatrização e evita fungos.
VASOS
Preferível vasos plásticos pois retêm a umidade por mais tempo que os de barro. Os Epis não “gostam” de vasos grandes, preferem fica apertadinhos em vasos pequenos. Quando se observar que eles pararam de crescer, é hora de mudar-se o tamanho do vaso. Tomar cuidado para com as raízes, são muito sensíveis ao manuseio. Apenas transferir o torrão para um vaso maior e preencher o espaço vazio com substrato novo.

'A democracia termina quando você toma de quem quer trabalhar para dar para quem não quer'
Thomas Jefferson

joão carlos

Você pode gostar destas publicações

Faça seu site aparecer! Anuncie!